segunda-feira, 9 de abril de 2012

LIVRO - "Fabulário"


Reuna seus filhos e as crianças da vizinhança, ou ainda seus alunos, caso lecione. Arrume espaço para que todos fiquem confortáveis, traga fantasias ou fantoches e leia o Fabulário de Julius Lester em voz alta, conforme recomendação dada no próprio livro. Destinada aos infantes, a obra é tão rica em aliterações e jogos de palavras bem construídos que será uma pena não materializá-la em sons, diálogos, narração. Apesar de construída com genialidade literária, sua linguagem é acessível a todos, crianças ou adultos.
Além desse, vários outros adjetivos podem ser atribuídos às fábulas criadas por Lester. Dentre eles, uma das mais importantes qualidades de seu fabulário é o distanciamento do lugar-comum. Recheada de personagens que são animais, mas sentem e agem como seres humanos (uma abelha que se apaixona, moscas que estudam), a obra trata de temas profundos como aceitação, auto-imagem e determinação. A abordagem, entretanto, não é sob a ótica da psicologia, mas sim da ingenuidade das crianças, ou seja, com muita simplicidade e clareza.
Complementando a viagem de Lester, a ilustração dos personagens se dá pelas figuras cativantes de Émilie Chollat. Com desenhos coloridos em aquarela e colagens, o livro aproxima-se das representações infantis como nenhum outro, causando imediata identificação no leitor.
A visão dos personagens de Julius Lester e a "moral" de cada fábula mostram que mesmo as virtudes são relativas, dependendo, assim, dos valores e referências de cada indivíduo.


Título: Fabulário
Autor: Julius Lester
Gênero: Literatura infantil 
Tradutor: Antônio Guimarães
Páginas: 32
Formato: 21 x 28 cm

Nenhum comentário:

Postar um comentário