sexta-feira, 13 de julho de 2012

FOLCLORE - LENDA DO BOTO COR-DE-ROSA

A lenda do boto é muito comum na região norte do país. Ela fala sobre o encantamento que os botos possuem, permitindo que se transformem em rapazes altos, fortes e muito bonitos, em ocasiões de festas.
Eles costumam usar roupas brancas, sapatos brancos e sempre estão de chapéu, para encobrir parte do rosto e o buraco que trazem no alto da cabeça. Segundo a crendice popular, nas festas sempre haverá um
boto a espreitar uma senhorita.
Dizem que o seu andar é meio desajeitado, pois está pouco acostumado a andar em terra firme. Outros dizem que ele é muito quieto, calado demais para os costumes da região. Por isso, as pessoas mais experientes logo desconfiam quando vêem um.
No entanto, as moças de nada desconfiam, porque quando estão em uma festa, os botos, bebem, dançam e paqueram como qualquer rapaz normal. Como são muito sedutores, as moças e ficam apaixonadas à primeira vista. Quando se dão conta, já foram conquistadas.
Antes do dia nascer, eles voltam aos rios, pois o encantamento só dura à  noite. A moça nunca mais vê o rapaz, mas continua sonhando com ele pelo resto da vida. Dizem que os botos são os pais das crianças de paternidade ignorada da região.

Fonte: Texto de Patricia Amorim. EditoraVale das Letras.






Nenhum comentário:

Postar um comentário