segunda-feira, 26 de março de 2012

A BELA ADORMECIDA

Quando a princesa Aurora nasceu, o Rei e a Rainha fizeram uma festa para o seu batizado e convidaram todas as fadas do reino. Cada fada presenteou a princesa com um dom: beleza, bondade, alegria, inteligência e amor.
De repente apareceu a bruxa Malévola, furiosa por não ter sido convidada para a festa. Disse para a rainha:
- Quando a princesa completar quinze anos espetará o dedo no fuso de uma roca e morrerá!
A Fada Flora que ainda não seu presente, conseguiu modificar o feitiço de Malévola dizendo:
- A princesa não morrerá, dormirá um sono profundo até que o beijo de um príncipe a desperte.
O rei ordenou que todas as rocas do reino fossem destruídas.
E pediu que as fadas protegessem a princesa.
A princesa crescia feliz, cada vez mais bela e amorosa.
No dia do seu aniversário de quinze anos ela resolveu dar um passeio sozinha.
Andando pelo palácio, encontrou uma escada que levava para a velha torre, subiu e lá encontrou uma roca.
Aproximou-se curiosa e ao tocá-la, espetou seu dedo no fuso da roca e caiu num sono profundo.
No mesmo instante, todos no castelo adormeceram. Com o tempo, uma imensa floresta cresceu ao redor do castelo.
Muitos anos depois, um Príncipe de um país vizinho, que ouvira falar da história da Bela Adormecida, resolveu, então, encontrar este castelo.
Corajoso, o Príncipe atravessou a floresta e achou o castelo. Entrou, e espantado viu que todos dormiam, até
os animais.
Subiu a escada da torre e encontrou a princesa. Em uma cama de ouro, dormia a mais linda jovem que ele tinha visto. O Príncipe ficou apaixonado e aproximando-se dela, beijo-a.
No mesmo instante, a Princesa Aurora despertou e com ela todo o reino. Poucos dias depois, a Princesa Aurora e o Príncipe se casaram e foram felizes para sempre.


Fonte: Texto de Cristina Marques. Histórias Encantadas.
Editora BrasilLeitura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário