segunda-feira, 26 de março de 2012

CACHINHOS DOURADOS E OS TRÊS URSOS

Era uma vez três ursos. Papai urso era grandão. Mamãe ursa era um pouco menor e o Bebê urso era bem pequenininho.
Papai urso tinha uma tigela de mingau grandona. A tigela da Mamãe ursa era um pouco menor e o Bebê urso tinha uma tigelinha. Mamãe ursa encheu as tigelas com mingau quente. Foram dar uma volta enquanto o mingau esfriava. Então, Cachinhos Dourados chegou e, não vendo ninguém. Entrou. Vendo o mingau, Cachinhos Dourados provou a tigela do Papai urso. Estava  muito quente. Aí, provou do mingau da tigela da Mamãe. Estava muito frio. Depois, provou  da tigela do Bebê urso. Hum! Estava uma delícia. Comeu tudo!
Cachinhos Dourados foi sentar na cadeira do Papai urso. Era muito alta. Depois, sentou na cadeira da Mamãe ursa. Era muito larga. Então, jogou-se na cadeira do Bebê urso, que quebrou toda.
Cachinhos Dourados ficou com sono e foi deitar-se na cama do Papai urso. Era muito dura. Depois, deitou-se na cama da Mamãe ursa. Achou macia demais. Então, deitou-se na cama do Bebê urso. Achou-a muito aconchegante. Aí, ela adormeceu.
Os três ursos voltaram com fome.
- Alguém comeu do meu mingau! Rosnou o Papai urso.
- Alguém comeu do meu mingau! Falou a Mamãe ursa.
- Alguém comeu do meu mingau! Disse o Bebê urso, e completou: - E comeu tudo!
Os três ursos viram que tudo estava fora de ordem.
- Alguém sentou na minha cadeira! Rosnou o Papai urso.
- Alguém sentou na minha cadeira! Reparou  Mamãe ursa.
- Alguém sentou na minha cadeira! Disse o Bebê urso, e completou: - E está toda quebrada!
No quarto, Papai urso rosnou:
- Alguém deitou-se aqui!
E a Mamãe ursa falou:
- Alguém deitou-se aqui!
E o Bebê urso disse:
- Alguém deitou-se aqui e ainda está deitada!
De repente, Cachinhos Dourados acordou e viu os três ursos à sua frente. Ficou tão assustada, que saiu correndo da casa. Nunca mais Cachinhos Dourados entrou na casa de outras pessoas sem avisar.


Fonte: Texto de Cristina Marques e Roberto Belli. Histórias Encantadas.
Editora BrasilLeitura.

Um comentário: