segunda-feira, 26 de março de 2012

CINDERELA

Um senhor viúvo tinha uma filha a quem muito amava. Casou-se outra vez com uma viúva que tinha duas filhas. Quando ele morreu, sua filha ficou muito triste.
A madrasta e as filhas invejavam a beleza e a bondade da moça. Passaram a maltratá-la, ela passou a ser uma criada, chamavam-na de Cinderela. Cinderela fazia todo o serviço de casa. Chorava muito porque sentia-se só, sem ninguém que a amasse.
Um dia, o Rei resolveu dar um baile no palácio e convidou todas as jovens do reino, pois o Príncipe,esposa nesta ocasião, escolheria uma esposa. As filhas da madrasta passaram o dia provando vestidos para o baile.
Cinderela também queria ir ao baile, porém sua madrasta proibiu. Suas irmãs saíram, zombando da pobre moça.
Então apareceu a sua fada madrinha.
- Não chore! Ela disse para Cinderela.
- Você irá ao baile.
Com sua varinha mágica transformou suas roupas num traje maravilhoso. A Fada ainda transformou uma abóbora em uma linda carruagem, o gato em cocheiro e o rato num belo cavalo.
- Mas lembre-se, o encanto terminará à meia-noite. Disse a Fada.
Cinderela entrou no palácio e todos ficaram encantados com sua beleza. O Príncipe só dançou com ela.
Ao dar meia-noite, antes que terminasse o encanto, Cinderela foi embora. Ao correr perdeu seu sapatinho de cristal.
O Príncipe, que tinha se apaixonado por Cinderela, para achá-la, mandou  que provassem o sapatinho em todas as jovens do reino. Todas provaram, até as irmãs de Cinderela. Mas, quando Cinderela calçou o sapatinho, Surpresa! Serviu!!!
Cinderela e  o Príncipe se casaram e foram felizes para sempre.


Fonte: Texto de Cristina Marques. Histórias Encantadas.
Editora BrasilLeitura.

7 comentários: